...::: CANOA FM - A ONDA DO SUCESSO :::......::: CANOA FM - A ONDA DO SUCESSO :::......::: CANOA FM - A ONDA DO SUCESSO :::......::: CANOA FM - A ONDA DO SUCESSO :::......::: CANOA FM - A ONDA DO SUCESSO :::......::: CANOA FM - A ONDA DO SUCESSO :::......::: CANOA FM - A ONDA DO SUCESSO :::......::: CANOA FM - A ONDA DO SUCESSO :::......::: CANOA FM - A ONDA DO SUCESSO :::......::: CANOA FM - A ONDA DO SUCESSO :::...

PLANTÃO CANOA AGORA -

PDFImprimirE-mail

Avaliação do Usuário: / 0
PiorMelhor 

Condenado a 12 anos de prisão, Pizzolato foge para Itália para tentar novo julgamento

O ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil (BB), Henrique Pizzolatto, condenado a 12 anos e sete meses de prisão no escândalo do Mensalão, fugiu para a Itália. Ele próprio comunicou a fuga, em carta que foi divulgada nesse sábado (16/11) pelo advogado Marthius Sávio Lobato.

Por não vislumbrar a mínima chance de ter um julgamento afastado de motivações político eleitorais, com nítido caráter de exceção, decidi consciente e voluntariamente fazer valer meu legítimo direito de liberdade para ter um novo julgamento, na Itália, em um Tribunal que não se submete às imposições da mídia empresarial, como está consagrado no tratado de extradição Brasil e Itália”, escreveu.

Pizzolato foi condenado por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e peculato, além do pagamento de uma multa de R$ 1,316 milhão.

As informações preliminares são de que Pizzolatto teria deixado o Brasil via terrestre, por Pedro Juan Caballero, no Paraguai, há 45 dias. De lá, foi para a Itália. Com dupla cidadania, ele deverá apelar para um novo julgamento italiano.

Na última sexta-feira (15), o STF expediu mandado de prisão contra 12 condenados e apenas Pizzolato não se apresentou. Agentes da Polícia Federal estiveram no endereço onde ele residia no Rio de Janeiro e não o encontraram.