download theme

Bonus for new user http://bet365.artbetting.gr 100% bonus by bet365.

bet365.artbetting.co.uk

Últimas notícias:
A+ A A-

'O Maraca é nosso': Torcida dá show, Brasil goleia Honduras e está na final

"Ô, Alemanha, pode esperar, a sua hora vai chegar". A torcida no Maracanã ignorou a outra semifinal olímpica e nem ligou para Honduras. A Seleção, também. Como se não houvesse adversário, o Brasil passou por cima da equipe centro-americana, goleou por 5 a 0 e garantiu classificação para sua quarta final olímpica. Seja lá qual for o rival, a decisão de sábado terá ares de revanche, seja da goleada sofrida na Copa do Mundo de 2014 ou da eliminação na semi olímpica de 1996 para a Nigéria. "O Maraca é nosso!" O Maior do Mundo pulsou do início ao fim mo reencontro com a Seleção após três anos, ditou o ritmo da equipe canarinho e veio abaixo logo no primeiro minuto de jogo.

Com 15 segundo para ser mais preciso. Neymar recuperou a bola depois de vacilo de Palacios, dividiu com o goleiro e abriu o placar.

"Glória, glória, aleluia, é Gabriel Jesus". A torcida brasileira gritou como a do Palmeiras, e o atacante jogou como está acostumado em seu clube. Solto, ousado e letal, como ainda não havia conseguido ser na Rio-2016. Mostrando excelente noção de posicionamento, capacidade de infiltração na área e finalizações precisas, ele fez dois gols e ajudou a dar ares de amistoso a uma partida decisiva.

"Pula, sai do chão, quem é pentacampeão!" O Brasil honrou as cinco estrelas que carrega no peito e fez a torcida acreditar que, enfim, o ouro olímpico pode chegar. Para furar a defesa adversária com cinco homens, o quarteto ofensivo da Seleção se movimentava muito e recuava até a intermediária, onde tinham espaço para trabalhar a bola. As triangulações iam saindo e ninguém guardava posição... O famoso "caos" que Rogério Micale pedia funcionava perfeitamente.

"Ole, olê, olá, Neymar, Neymar!" Inspiradíssimo, o camisa 10 chamou o jogo, recuou para armar a equipe e desequilibrou com dribles, passes e ao amarelar boa parte da defesa hondurenha, que se desequilibrou com as tentativas frustradas de marcá-lo. Nos acréscimos, quando Luan e Marquinhos também já haviam balançado as redes, ele marcou o segundo dele, de pênalti.

"Eu quero sete!" Depois de uma festa linda, a torcida do Maracanã sentiu-se no direito de fazer um pedido, que só não foi atendido por falta de tempo. Quem sabe no sábado...

FICHA TÉCNICA
Brasil 6 x 0 Honduras

Data e horário: 17/8, às 16h
Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Ovidiu Hategan (ROU)
Auxiliares: Octavian Sovre (ROU) e Sebastian Gheirghe (ROU)
Cartões amarelos: Rodrigo Caio (BRA) Acosta, Vargas, Palacios, Paz e Espinal (HON)
Gols: Neymar (1'/1ºT), Gabriel Jesus (26'/1ºT e 35'/1/ºT), Marquinhos (6'/2ºT), Luan (33'/2ºT) e Neymar (46'/2ºT)

Brasil: Weverton, Zeca, Marquinhos, Rodrigo Caio (Luan, 12'/2ºT) e Douglas Santos; Wallace e Renato Augusto (Rafinha, 30'/2ºT); Gabigol, Luan, Neymar e Gabriel Jesus (Felipe Anderson, 23'/2ºT). Técnico: Rogério Micale.

Honduras: Lopez, Paz, Pereira, Vargas(Salas/Intervalo), Palacios e Garcia; Espinal, Acosta (Banegaz, 27'/2º/T), Quioto, Elis; Lozano (Benavidez/Intervalo). Técnico: Jorge Luis Pinto.

Fonte: O Povo

Última modificação em
Avalie este item
(0 votos)
voltar ao topo